6 de jul de 2010

Casamento: opção, condição ou ilusão?

Algumas mulheres desejam casar se, outras não. Porém, vestidos de noiva, buquês, igreja e alianças fazem parte do imaginário feminino.

Algumas delas ingressam na nave matrimonial inebriadas por fantasias primordiais e acabam enredadas nas supostas regras de bom comportamento para esposas, concubinas e afins; regras que, mesmo sem que as mulheres percebam, são introjetadas, atuando no espaço familiar, onde o triângulo básico: marido, esposa e, quase sempre, filho, irá atuar conforme o tom de inevitabilidade determinado pelos mitos. Para equilibrar ou, definitivamente, desestabilizar a dinâmica, poderá surgir a força complementar do quadrado: o amante.

O que você estaria disposta a fazer para manter e/ou salvar seu casamento?

Aqui não vamos entrar em detalhes sobre o que se entende por casamento, tal a flexibilidade da relação matrimonial nos dias de hoje e também pelo alto nível das exceções contratuais nela consideradas.

O que você vai ler são pequenos contos alegóricos sobre algumas mulheres casadas, comprometidas, cada qual de uma forma singular, com seu projeto matrimonial, o que não significa exatamente aí incluir a consulta da contraparte igualmente interessada (o marido) sobre os desejos e expectativas dele quanto à vida matrimonial de ambos.

Leia e faça sua reflexão. São pequenas histórias bem humoradas.

Um comentário:

  1. Vou adorar seguir as proximas postagens!! hehe to gostando... vc poderia falar mais sobre esse mesmo tema, segundo a visão masculina da coisa também..

    ResponderExcluir